quarta-feira, abril 30, 2008

A esmeralda de Satanael

Satanael, de Satan "o acusador" e El "Deus", é o acusador ou o opositor de Deus. A lenda diz que a criatura usava uma coroa que tinha uma bela esmeralda ao centro. Um dia, ao ver que a esmeralda caía dos céus, precipitou-se atrás dela para nunca mais voltar.

A esmeralda, caída na terra, teria dado origem a um cálice. Quem bebesse desse cálice ficaria de imediato iluminado pela sabedoria divina.

Assim, a esmeralda é o símbolo da Gnose, isto é, da sabedoria divina que nos aproximará de Deus, que foi o que Satanael perdeu. O cálice que dá a sabedoria divina é conhecido como Graal.

A ligação do cálice a Cristo é imediata: também Cristo dava a sabedoria divina a quem bebesse as suas palavras. O acto simbólico de José de Arimateia lhe dar a beber a ele, Filho de Deus, do cálice da sabedoria divina pouco antes da sua morte, é um acto de transferência. É como se esse último beijo de Cristo impregnasse o cálice de toda a sabedoria que o animava.

Não é de estranhar que Cristo seja chamado de lapis ou "pedra" nas encantações dos alquimistas, pois "visita o interior da terra e rectificando-te encontrarás a pedra oculta" (Visita Interiorem Terrae Rectificandoque Invenies Ocultum Lapidem. Isto significa que temos procurar nas profundezas, por entre o conhecimento grosseiro da matéria, ao mesmo tempo que nos vamos purificando e melhorando, para que possamos encontrar a pedra oculta, Cristo, a sabedoria divina, o amor do Pai ou a Luz que perdemos na hipóstase de Sophia... Tal como os Titãs ou os Anjos Caídos...

Procurar a esmeralda de Satanael não é fazer um pacto com o diabo, é procurar aquilo que a lenda diz que ele perdeu: o caminho.

6 comentários:

rafael disse...

olá

gostei de te ler

:)

Juliana Granato disse...

Adorei ler, é sempre bom obter mais conhecimento !!!!

É uma história intigante... =)

Anónimo disse...

dani;o conhecimento se limita a poucos e um ser espiritual nâo aparece pra qualquer um.

Sofia disse...

Obrigado pelo post :)

Que curioso, foi-me oferecida uma esmeralda em bruto :)

E Satanael é um porreiro, lembra-nos que não estamos no Caminho (por vezes queremos acreditar que sim para ficarmos a descansar à sombra da bananeira :)

anoeee disse...

Uma esmeralda em bruto faz lembrar a pedra filosofal: promete transformar tudo em "ouro", mas podes passar a vida a tentar fazê-lo...

Às vezes é melhor ficar aquém, contentar-se com o possível. Satanael também representa isto: a tentação da possibilidade (o querer sempre mais que, podendo levar-nos mais longe, também nos afasta de onde estamos agora) e a tentação do conforto (o querer que tudo fique como está, que tenta ignorar a mudança permanente e leva à estagnação).

O Caminho faz-se pelo meio.

jhonnez disse...

Os fins se justificam pelos meios.
Seria satanael criado com esta finalidade?